ODONTOLOGIA ESTÉTICA E REABILITADORA

"A Saúde Começa Pela Boca!"


Blog destinado a pacientes e profissionais da Odontologia. Com informações sobre prevenção,tratamento dentário ,estética,implante,humor,curiosidades,novidades,entre outros.


SEJAM BEM-VINDOS!


segunda-feira, 31 de maio de 2010

A Busca da Escova Perfeita

Novos modelos prometem acabar com a placa bacteriana, clarear as manchas nos dentes e evitar problemas gengivais

A escova de dentes é uma das cinco invenções mais importantes da história da humanidade, segundo um estudo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos. Ela é responsável por dentes limpos, hálito puro e boca saudável. Evita um monte de doenças. Os 15 novos modelos lançados neste ano nem parecem descendentes da singela escova chinesa feita de pelo de porco e cabo de madeira. Eles prometem limpar, polir e penetrar em espaços mínimos. Cumprem a promessa? Descubra aqui. E saiba como escolher o modelo que melhor se adapta a sua boca, a seu jeito e a suas necessidades.

Nos últimos 30 dias, testei 27 modelos de escova de dentes. A experiência é parecida com a de dirigir carros de marcas e tamanhos diferentes. Há sempre uma que se encaixa melhor. Mas há qualidades e defeitos indiscutíveis em todas elas (leia o quadro abaixo).

Uma boa escova de dentes tem cabeça pequena e cerdas macias, afirmam especialistas. O objetivo é alcançar os dentes do fundo sem agredir o esmalte ou machucar a gengiva. Mas há uma terceira – e nova – regra, que só surgiu com a diferenciação das escovas: escolhe-se também pela ênfase que se deseja dar a um ou outro aspecto da higiene bucal: há escova para atacar a placa bacteriana, para clarear os dentes e até modelos que penetram entre espaços que antes só o fio dental conseguia alcançar (leia o quadro abaixo).

Para descobrir o que faz cada uma delas, é preciso reparar na cabeça, pois é lá que estão dispostas as cerdas. Ao testá-las, foi possível estabelecer algumas relações: cerdas de níveis diferentes são boas para remover o tártaro. Para polir os dentes, tufos circulares e centrais. Para fazer a limpeza fina, cerdas ultraflexíveis e desalinhadas na borda. Todas devem ter cabo anatômico que facilite a pegada e dê segurança ao polegar. As mulheres tendem a preferir os cabos mais finos. Os dentistas recomendam evitar cabos que trazem muitos detalhes de borracha, pois são menos higiênicos.

Mas há um detalhe arrasador – e sem ele a tecnologia não tem efeito: a técnica da escovação. As novas escovas só vão remover mais placa, tirar mais manchas ou alcançar espaços improváveis se o usuário executar movimentos da base do dente (onde ele encontra a gengiva) para baixo. Só a coroa dos dentes deve ser escovada com movimentos de vaivém. Boa parte das pessoas, porém, escova os dentes de qualquer jeito, inclusive com pressa: a escova fica na boca por menos de 60 segundos. Escova nova? Só a cada seis meses. “A tecnologia das cerdas não adianta nada se a escovação for ruim”, diz Heitor Panzeri, da Associação Brasileira de Odontologia.













Clique no site para ampliar!

http://epoca.globo.com/infograficos/623_escova_perfeita/623_escova_perfeita.html


fonte e imagem:
:http://revistaepoca.globo.com
Por Luciana Vicária

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Saúde Bucal dos Idosos


Se você cuidar bem dos seus dentes e fizer consultas periódicas com seu dentista, os seus dentes podem durar a vida inteira. Independentemente da idade, você pode ter dentes e gengivas saudáveis se escovar pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, se usar fio dental pelo menos uma vez ao dia e se for regularmente ao dentista para exames completos e limpeza.
Até mesmo quem escova e usa fio dental regularmente, pode ter alguns problemas específicos. Muitas pessoas na terceira idade usam dentaduras, tomam remédios e têm problemas de saúde geral. Felizmente, seu dentista pode ajudar você a encarar estes desafios com êxito quase que garantido.
As cáries e os problemas com a raiz dos dentes são mais comuns em pessoas da terceira idade. Por isso, é importante escovar com um creme dental que contenha flúor, usar fio dental todos os dias e não deixar de ir ao dentista.
A sensibilidade pode se agravar com a idade. Com o passar do tempo é normal haver retração gengival que expõe áreas do dente que não estão protegidas pelo esmalte dental. Estas áreas podem ser particularmente doloridas quando atingidas por alimentos e bebidas quentes ou frias. Nos casos mais severos, pode ocorrer sensibilidade com relação ao ar frio e a alimentos e líquidos doces ou amargos. Se seus dentes estiverem muito sensíveis, tente usar um creme dental apropriado. Se o problema persistir, consulte o dentista já que esta sensibilidade pode indicar a existência de um problema mais sério, como, por exemplo, cárie ou dente fraturado.
problema pode ser causado por medicamentos ou por distúrbios da saúde. Se não tratado, pode prejudicar seus dentes. Seu dentista pode recomendar vários métodos para manter sua boca mais úmida, como tratamentos ou remédios adequados para evitar a boca seca.
Enfermidades preexistentes (diabete, problemas cardíacos, câncer) podem afetar a saúde da sua boca. Converse com seu dentista sobre quaisquer problemas de saúde existente para que ele possa ter uma visão completa da situação e para que possa ajudar você de forma mais específica.
As dentaduras tornam mais fácil a vida de muitas pessoas da terceira idade, mas exigem cuidados especiais. Siga rigorosamente as instruções do seu dentista e, caso ocorra qualquer problema, marque uma consulta. Os portadores de dentaduras definitivas devem fazer um exame bucal geral pelo menos uma vez por ano.
A gengivite é um problema que afeta pessoas de todas as idades e que pode se tornar muito sério, especialmente em pessoas de mais de 40 anos. Vários fatores podem agravar a gengivite, inclusive:

1. Má alimentação.
2. Higiene bucal inadequada.
3. Doenças sistêmicas, como a diabete, enfermidades cardíacas e câncer.
4. Fatores ambientais, tais como o estresse e o fumo.
5. Certos medicamentos que podem influenciar os problemas gengivais.

Como as doenças gengivais são reversíveis em seus primeiros estágios, é importante diagnosticá-las o mais cedo possível. As consultas periódicas garantem o seu diagnóstico e o seu tratamento precoce. É importante saber que a boa higiene bucal evita o aparecimento de enfermidades gengivais.
As coroas e pontes são usadas para reforçar dentes danificados ou substituir dentes extraídos. Uma coroa é usada para recobrir um dente que sofreu perda de substância. Ela fortalece a estrutura do dente e melhora a sua aparência, sua forma ou seu alinhamento. As pontes ou próteses fixas são usadas para substituir um ou mais dentes faltantes e são fixadas nos dentes naturais ou nos implantes situados ao lado do espaço deixado pelo dente extraído.

Envelhecer não significa deixar de sorrir!

fonte:http://www.colgate.com.br

Imagem:http://drkellerfilgueiras.blogspot.com

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Cuidados Com Os Dentes Na Gravidez

Cáries, sangramento na gengiva e queda de restaurações estão entre os problemas que podem surgir na gestação. Saiba por que é fundamental visitar o dentista nesse período

Você tem receio de ir ao dentista porque está grávida? Saiba que esse período merece atenção especial dos dentes. Isso porque, com as alterações hormonais na gestação, não é raro surgir um problema na boca. E foi exatamente o que revelou um estudo realizado pela Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas, em Araraquara.
Ao acompanhar 372 gestantes de São José do Rio Preto, cerca de 72% delas tinham algum problema nos dentes. "A maioria apresentou sangramento gengival, que pode ser evitado com uma boa higiene bucal em casa e visita ao dentista", afirmou Ana Rosa Kuymjian Albieri, cirurgiã-dentista e autora do estudo. Outro contratempo comum entre as entrevistadas foi o surgimento de cáries. "Há grávidas que escovam menos os dentes por causa dos enjoos. Outras se alimentam mais vezes ao dia, sem fazer a higienização adequada", diz Ana.

Risco de Partos Prematuros

E as complicações não param por aí. Um estudo realizado por pesquisadores das Universidades Case Western Reserve e Yale, nos Estados Unidos, mostrou que doenças periodontais podem levar a partos prematuros.
Para o estudo, foi avaliado o líquido amniótico de 46 mulheres com gravidez de alto risco. Dessas, 21 tiveram o bebê antes da hora e o exame foi positivo para bactérias para 19 mulheres. Segundo o cirurgião dentista Arnaldo Takahashi, quando há uma doença periodontal causada por bactéria, o organismo libera substâncias de defesa. Uma delas é a prostaglandina, que pode induzir a contração uterina, gerar um parto prematuro e crianças de baixo peso.

Por isso, o melhor é se prevenir: fazer um controle com o seu dentista, para remover placas e tártaros, manter uma boa escovação e não abrir mão do uso do fio dental. Caso algum problema bucal apareça, por segurança, o tratamento deve ser feito, de preferência, no segundo trimestre. “Antibióticos só em casos de emergência. E se houver necessidade há anestésicos especiais que podem ser usados na gestação”, afirma Arnaldo.

fonte e imagem:http://revistaepoca.globo.com
Por Ana Paula Pontes

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Vídeos Bem Interessantes sobre Higiene Bucal!Vale a Pena Conferir

1ºPasso:Uso do Fio Dental



2ºPasso:Higienização da Língua



3ºPasso:Escovação Correta



4º Passo:Enxaguatório Bucal



fonte:http://www.youtube.com

Gorete Quer Ser Gisele - O Resultado da Transformação

Como prometido, o Pânico na TV! mostrou o resultado da transformação de Gorete, ontem. A moça, que quase não tinha dentes e no programa fazia graça como Paula Veludo, encerrou o quadro Gorete Quer Ser Gisele, ao vivo, no palco da atração, emocionando os humoristas.
Foram três semanas de muito trabalho para o dentista Anderson Bernal,que atende várias celebridades.
Ele mudou toda a boca de Gorete, que recebeu 30 dentes de porcelana, além de tratamento de canal. O dentista tratou também do marido de Gorete. Além de mudar o cabelo, ela ganhou banho de loja e transformação em sua casa. Agora, que ficou parecendo a apresentadora da Band Márcia Goldschmidt, ficou!

fontes:http://odia.terra.com.br - Por Pedro Moraes
Vídeo:http://www.youtube.com

Veja o vídeo:

Gorete Quer Ser Gisele

Eu sou fã do Pânico. Tanto nos programas da rádio quanto na TV. E quem conhece o programa sabe que quando eles garimpam uma pessoa engraçada e que se destaca com o público eles criam uma história que dura vários domingos. Pois é isso que está acontecendo com a bendita Gorete ou Paula Veludo (nome que ela usa quando aparece nos quadros do Amaury Dumbo e Freddie Mercury Prateado). Eles querem dar uma “recauchutada” na mulher, deixar ela tão bela quanto a Gisele Bündchen .
E é claro que o que mais chama atenção na moça é a ausência de vários dentes, mais especificamente o 12-11-21-22.

Vale a pena ver o vídeo pois o programa acabou mostrando em entrevistas com pessoas nas ruas de São Paulo que a visita ao dentista fica em segundo plano para a grande maioria. E alguns dados que devem ter impressionado o grande público: 14,4 % da população ja perdeu todos os dentes!!! E também mostrou como muita gente não sabe escovar os dentes nem passar fio dental.
Algumas partes do vídeo não gostei, pois mostra o dentista como um torturador!! E por mais que seja uma brincadeira, na cabeça das pessoas menos informadas nossa profissão fica com essa imagem.
Mas mesmo assim valeu a intenção de mostrar que cuidar dos dentes é super importante.

fonte:http://odontoblogia.com.br
Vídeos:http://www.youtube.com







Identificando O Diabetes Pelo Hálito



Ser dentista pode parecer algo óbvio quando se pensa que fazemos apenas a reconstituição do que é e foi uma boca saudável um dia.
Ser dentista significa ter amplo conhecimento de saúde geral de todos os pacientes que passamos atender, ou seja, reconhecer através de sinais e sintomas alguns problemas de sáude.
Através do hálito podemos identificar por exemplo o Diabetes. E é fácil? Não, é preciso ser observador e, principalmente, analisar o paciente de maneira detalhada e cuidadosa.
Neste caso, o que se pode identificar é um odor adocicado semelhante à cana de açúcar,denonimado hálito cetônico.
E qual a importância em saber isto? Uma vez identificado este problema que seu paciente nunca imaginara ter até então, ele provavelmente irá vê-lo com olhos de agradecimento e de admiração pelo cuidado dispensado à sua saúde geral.
Afinal de contas, não cuidamos de bocas, mas sim de quem as tem.

fonte: http://www.saudalito.wordpress.com (Publicado por: Paula Rollemberg)
Imagem:http://www.grzero.com.br


sexta-feira, 21 de maio de 2010

Gripe A (H1N1)


O que é a Gripe H1N1?

A gripe A é uma doença infecto-contagiosa que afeta o nariz, a garganta e a árvore respiratória, provocada por um novo vírus da Gripe, o designado vírus da gripe A(H1N1).

Como se Transmite?

A Gripe A transmite-se de pessoa a pessoa, através do contato com indivíduos doentes, desde os primeiros sintomas até cerca de 7 dias após o seu início, ou do contato com objetos ou superfícies contaminados pelo vírus.
O vírus encontra-se presente nas gotículas de saliva ou secreções nasais das pessoas doentes, podendo ser transmitido através do ar, em particular em espaços fechados e pouco ventilados, quando as pessoas doentes tossem ou espirram no interior desses espaços.
O vírus pode, também, ser transmitido através do contato das mãos com superfícies, roupas ou objetos contaminados por gotículas de saliva ou secreções nasais de uma pessoa doente, se posteriormente as mãos contaminadas entrarem em contato com a boca, o nariz ou os olhos. O vírus pode permanecer ativo em superfícies ou objetos contaminados entre 2 a 8 horas.

Principais Sintomas:

Os principais sintomas são semelhantes aos da gripe:
.Febre
.Tosse
.Dores de garganta
.Dores musculares
.Dores de cabeça
.Arrepios de frio
.Cansaço
.Diarréia ou vômitos; embora não sendo típicos da Gripe comum, têm sido verificados em alguns dos casos recentes de infecção pelo novo vírus da Gripe A(H1N1).

Prevenção:

Para se proteger da Gripe A você pode tomar a vacina da gripe convencional para ajudar na prevenção já que aumentam a imunidade do corpo, porém não combatem o vírus H1N1. O medicamento Tamiflu tem sido utilizado no combate da Gripe Suína, porém somente deve ser ingerido se prescrito por um médico.
Máscaras já estão sendo usadas nos principais países em que o vírus H1N1 estão instalados, mas são 100% eficientes. Lave sempre as mãos com sabonete e evite colocar as mãos nos olhos, bocas e ouvidos e ainda evite ficar em locais fechados com grande aglomeração de pessoas e procure sempre locais arejados.
Carnes suínas devem ser ingeridas apenas depois de passar pelo processo de cozimento a 71 graus celsius, temperatura suficiente para matar qualquer tipo de bactérias, inclusive o vírus H1N1, o vírus da Gripe A H1N1.

fontes: http://www.ciul.ul.pt
http://www.noticiaki.com
Imagem:http://www.semsa.manaus.am.gov.br

Só para descontrair!




fonte:http://pombosemasa.files.wordpress.com

Gripe A: Prevenção No Consultório Odontológico

Apesar de não haver muitos sinais de que a pandemia da Gripe A esteja bem controlada, agora já há mais informações sobre como prevenir a transmissão do vírus H1N1 e quais as primeiras medidas que devem ser tomadas em caso de suspeita e de confirmação. Além de divulgar e reforçar estas informações, a ABO (Associação Brasileira de Odontologia)orienta sobre os cuidados específicos para a prevenção dentro do consultório odontológico, com base nas opiniões e pareceres de especialistas em Biossegurança e de entidades e órgãos de saúde e sanitários.
O Cirurgião-Dentista e demais profissionais que trabalham com ele mantêm um contato muito próximo dos pacientes durante o atendimento, o que cria oportunidades para que o vírus da Gripe A seja transmitido, assim como o da gripe sazonal, já que são doenças transmitidas por aerosóis. Diante deste risco, a recomendação ao Cirurgião-Dentista é adiar a consulta do paciente que é caso confirmado da gripe, ou tem sintomas, e encaminhá-lo ao médico.
O atendimento eletivo deste paciente pode esperar até que ele se recupere e não esteja mais infeccioso.
Da mesma forma, os profissionais com os sintomas devem abster-se de realizar atendimentos.
Este paciente deve ser identificado logo na recepção, para que seja solicitado que use a máscara cirúrgica e também oferecido a ele lenços, caso necessite.

Atendimentos Urgentes

Mas o que fazer se um paciente com sintomas ou que seja caso confirmado da Gripe A solicitar atendimento odontológico por estar com dor?
O ideal seria realizar a consulta em um ambiente preparado para isolar infecções pelo ar, o que pode ser encontrado em hospitais.
Mas será difícil conseguir essas condições, além do Cirurgião-Dentista precisar de treinamento especial para usar estes equipamentos.
Mas ainda assim o atendimento deve ser adiado, principalmente de pessoas já confirmadas com a gripe. Se ocorrer, é possível controlar a dor dental do paciente com analgásicos, antiinflamatórios e antibióticos, até que ele se recupere da doença.

Atenção no consultório, sempre

Além destes cuidados destacados contra a Gripe A, o Cirurgião-Dentista e sua equipe devem também seguir os protocolos de Biossegurança já conhecidos na área.
O uso correto dos equipamentos de proteção individual (EPI), a lavagem frequente das mãos são as medidas mais destacadas.Caso a cadeia asséptica se quebre, existe risco de contaminação cruzada no consultório odontológico, e não apenas pelo vírus H1N1.

Em caso de suspeita...

Se atender algum paciente suspeito de ter contraído o vírus H1N1, o Cirurgião-Dentista deve orientá-lo a procurar atendimento médico, de preferência em algum Hospital de Referência.
Os casos suspeitos também devem ser notificados imediatamente à Secretaria de Saúde Municipal e/ou Estadual. A notificação pode ser feita pelo Disque Notifica (0800 61 1997), pelo e-mail notifica@saude.gov.br, ou no site do Ministério da Saúde, clicando no banner Influenza A (H1N1) e depois no Notifique Aqui. É prudente também anotar as informações do paciente, como nome, endereço, telefone, e-mail, para localizá-lo facilmente, se ele não se apresentar ao hospital indicado.
Além de encaminhá-lo ao local correto para diagnóstico e pronto tratamento, o Cirurgião-Dentista, enquanto profissional de saúde, deve esclarecer seus pacientes em relação aos sintomas da doença e quais medidas devem ser tomadas.

Maiores Informações:

Ministério da Saúde: www.saude.gov.br
Secretaria de Vigilância em Saúde: www.saude.gov.br/svs
Anvisa: www.anvisa.gov.br

fonte:http://www.abo.org.br/
Imagem:www.redeuniao.com.br

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Dentes do Siso


O que são Dentes do Siso?

Dentes do siso são os últimos molares de cada lado dos maxilares. São também os últimos dentes a nascer, geralmente entre os 16 e 20 anos de idade.
Como os dentes do siso são os últimos dentes permanentes a aparecer, geralmente não há espaço suficiente em sua boca para acomodá-los. Isto pode fazer com que os dentes do siso fiquem inclusos - dentes presos embaixo do tecido gengival por outros dentes ou osso. Se os dentes estão inclusos, pode ocorrer inchaço ou flacidez.
Os dentes do siso que erupcionam apenas parcialmente ou nascem mal posicionados também podem causar apinhamento e outros problemas. Como os dentes removidos antes dos 20 anos de idade têm raízes em menor estágio de desenvolvimento e causam menos complicações, recomenda-se que as pessoas entre 16 e 19 anos tenham seus dentes do siso examinados para verificar se precisam ser removidos.

Como são extraídos os dentes do siso?

A extração se faz de forma rotineira. Seu dentista pode recomendar anestesia geral ou local.
A extração dos dentes do siso devido ao apinhamento ou fato de estarem inclusos no osso maxilar não afeta a sua mordida ou a sua saúde bucal no futuro.

Cuidados pós-operatórios:

São os mesmos de uma extração simples:

· Faça compressão (morder) com gaze durante os primeiros 30 minutos;
· Coloque sobre a região operada compressa gelada ou uma bolsa com gelo por 40 minutos cada hora, tomando cuidado de proteger a pele com creme ou vaselina.;
· Evite calor e esforço físico. Repouse sua cabeça no alto;
· Não bocheche nas primeiras 24horas. Pode provocar hemorragia;
. Não fume;
· Evite alimentos muito quentes e difíceis de mastigar.(dê preferência aos alimentos líquidos ou pastosos, gelados ou frios, pois ajuda a reduzir o inchaço,na cicatrização e evita alguma infecção por restos alimentares;);
· Para higienização após as refeições, enxágüe levemente a boca com solução salina morna (dissolva 1 colher de chá de sal de cozinha em um copo de água fervida);
· No caso de pequena hemorragia, após uma extração dentária, morda levemente um pedaço de gaze embebida em solução de água oxigenada 10 volumes e água destilada em partes iguais;
· Tome os medicamentos prescritos pelo seu dentista;

Tendo febre alta, inchaço na região e outras anormalidades, comunicar seu dentista com urgência!

fontes:http://www.sorrisounident.com.br
http://www.colgate.com.br/

Imagem: http://www.clinicagaliza.com

Implantes Dentários


O que são implantes dentários?

Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Como funcionam os implantes dentários?

Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Dentaduras parciais e próteses montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação ou a fala. Esta segurança ajuda as dentaduras parciais e pontes, assim como coroas individuais colocadas sobre implantes, que proporcionam uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.
Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis ou até inviáveis, devido a pontos doloridos, ápices alveolares pouco pronunciados ou aparelhos. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente. Uma vantagem dos implantes é não ser necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar.
Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes.
Os implantes são, em geral, mais caros que outros métodos de substituição de dentes e a maioria dos convênios não cobre seus custos.

A Associação Dentária Americana considera seguros dois tipos de implantes. São eles:

§ Implantes ósseos integrados — estes são implantados cirurgicamente diretamente no osso maxilar. Uma vez cicatrizada a região da gengiva que o circunda, uma segunda cirurgia é necessária para conectar um pino ao implante original. Finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao pino, individualmente, ou agrupado em uma prótese fixa ou dentadura.

§ Implantes subperiósticos — consistem numa estrutura metálica que é encaixada sobre o maxilar bem abaixo do tecido da gengiva. Assim que a gengiva cicatriza, a armação torna-se fixa ao maxilar. Pinos, que são ligados à armação, projetam-se através da gengiva. Assim como no implante ósseo integrado, dentes artificiais são, então, encaixados nos pinos.

Qual a durabilidade dos implantes?

Os implantes em geral duram de 10 a 20 anos, dependendo da sua localização e da colaboração do paciente em fazer uma boa higiene bucal e de suas visitas regulares ao dentista. Por sofrerem mais estresse e serem mais utilizados, os implantes dos molares não costumam durar tanto tempo quanto os implantes localizados na parte frontal de sua boca.

fonte: http://www.colgate.com.br
Imagem: http://www.salesdantas.com

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Periodontite

O que é?

É uma inflamação crônica que acomete gengiva, osso e ligamentos de suporte dos dentes que se dá, principalmente, pelo acúmulo de bactérias nestas regiões. Ela é uma das principais causas de perda de dentes em adultos e a principal causa em pessoas idosas.
Esta doença pode, também, promover mobilidade e mudança de posição dos dentes.

Sintomas:

Incluem sangramento gengival, alteração do paladar, sensibilidade dental, dores e desconfortos gengivais, alteração da cor dos dentes, mau hálito e tártaro – uma vez que há formação de bolsas nestas regiões, geralmente permeadas de bactérias, e destruição óssea. Em muitos casos, os dentes da frente podem se projetar para fora e pode ocorrer presença e acúmulo de pus.

Atualmente percebe-se uma relação desta doença com artrite reumatóide, doenças renais, diabetes e osteoporose. Infarto agudo do coração, partos prematuros, infecções pulmonares e úlceras também têm sido associados à Periodontite. Entretanto, poucos estudos foram feitos no Brasil e há poucas pesquisas conclusivas.

Prevenção:

Uma boa higiene bucal e visitas periódicas ao dentista previnem o aparecimento da infecção, uma vez que a formação de placas bacterianas é um dos fatores principais do aparecimento desta. Fumo, bruxismo, deficiências nutricionais, medicamentos e doenças emocionais podem potencializar os efeitos da Periodontite.

Tratamento:

O tratamento consiste em raspagens e, em casos mais acentuados, cirurgias periodontais. Pode ser necessário o uso de antibióticos.

fonte e imagem:http://www.mundoeducacao.com.br

Gengivite

O que é?

É uma inflamação da gengiva - é o estágio inicial da doença da gengiva e a mais fácil de ser tratada. A causa direta da doença é a placa - uma película grudenta e sem cor de bactérias que se forma, de maneira constante, nos dentes e na gengiva.
Se a placa não for removida pela escovação e uso de fio dental diários, ela produz toxinas (venenos) que irritam a mucosa da gengiva causando a Gengivite. Neste estágio inicial da doença da gengiva, os danos podem ser revertidos, uma vez que o osso e o tecido conjuntivo que segura os dentes no lugar ainda não foram atingidos. Entretanto, se a Gengivite não for tratada, ela pode evoluir para uma Periodontite e causar danos permanentes aos dentes e mandíbula/maxilar.

Sintomas:
Os sintomas clássicos da Gengivite incluem gengivas vermelhas, inchadas e sensíveis que podem sangrar durante a escovação. Outro sintoma de doença é o recuo ou retração da gengiva, conferindo aos dentes uma aparência alongada. A doença da gengiva pode formar bolsas entre os dentes e a gengiva, onde se acumulam restos de comida e placa. Algumas pessoas têm mau hálito freqüente ou sentem gosto ruim na boca, mesmo se a doença não estiver em estágio avançado.

Estágios:

São três os estágios da Gengivite:

Gengivite: Como já falamos anteriormente este é o primeiro estágio da inflamação gengival causada pela placa bacteriana que se forma na margem da gengiva.

Periodontite: Neste estágio, o osso e as fibras de sustentação que mantêm os dentes em posição são irreversivelmente danificados. Ao redor da sua gengiva pode começar a se formar uma bolsa que avança para baixo da gengiva e onde ficam armazenados os detritos e a placa bacteriana. O tratamento dentário adequado e a higiene bucal minuciosa em casa, em geral, podem ajudar a prevenir danos maiores.

Periodontite avançada: Neste estágio final da doença, as fibras e os ossos de sustentação dos dentes estão destruídos, o que faz com que os dentes migrem ou mudem de lugar ou se tornem abalados ou móveis. Isto pode afetar sua mordida e, se o tratamento não for eficaz, você corre o risco de perder seus dentes.

Como posso prevenir?

Uma boa higiene bucal é essencial. A limpeza profissional também é extremamente importante, pois uma vez que a placa se acumula e endurece (ou torna-se tártaro), apenas o dentista pode removê-la.
Ou seja:

- A correta escovação e uso apropriado do fio dental para remover placas e restos, e do controle do aparecimento de tártaro;
- Alimentação correta para garantir nutrição adequada para o osso da mandíbula/maxilar e dos dentes;
- Evitar cigarros e outras formas de tabaco;
- Ir ao dentista regularmente;

Tratamento:

Os primeiros estágios da Gengivite, de modo geral, podem ser revertidos por meio da escovação e do uso de fio dental corretos. Uma boa saúde bucal ajudará a evitar que a placa se forme.
Uma limpeza profissional pelo seu dentista é a única forma de remover a placa que se formou e endureceu, formando o tártaro. Seu dentista fará a limpeza ou raspagem de seus dentes para remover o tártaro acima e abaixo da linha da gengiva. Se o seu problema for muito sério, pode-se realizar um procedimento para aplainar a raiz nas suas partes mais profundas. Este procedimento ajuda a suavizar as irregularidades nas raízes dos dentes, dificultando o endurecimento da placa bacteriana.
Com consultas regulares, o estágio inicial da doença pode ser tratado antes que se torne um problema muito mais sério. Se seu problema for mais grave, será necessário fazer um tratamento no consultório dentário.

fonte:http://www.colgateprofissional.com.br

Imagem: http://www.lookfordiagnosis.com

sábado, 8 de maio de 2010

Alterações Na Mordida Podem Provocar Enxaqueca

O barulho do aparelhinho é irritante. Cadeira de dentista e dor de dente formam um cenário conhecido por muita gente. O surpreendente é encontrar ali solução para outros problemas.

Conheça terapias e tratamentos que ajudam a combater a dor

Desde a adolescência, a artesã Glória Van Burssel vinha sofrendo de dores no pescoço e nas têmporas que se irradiavam por todo o corpo.
"Quando você tem dor jovem, vai ao médico e é a tal dor do crescimento", diz Glória.
Crescer não dói. O que é doloroso, uma via-crúcis, é não saber o porquê de tanto sofrimento. Glória fez de tudo: acupuntura, shiatsu, remédios, até os sisos ela tirou. E nada de se livrar da dor. Mas foi justamente uma profissional da área, que cuida de Dor Orofacial, que acabou matando a charada.
"Em criança, ela começou a ter algumas alterações na mordida. Isso afeta a formação da mandíbula e o encaixe dela na articulação. A boca é um ponto de equilíbrio para a postura da cabeça e da coluna cervical", explica a Odontologista Florence Sekito, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).
E existem algumas dicas para detectar o problema. "Eu sentia dificuldade para abrir a boca, tinha estalidos. Às vezes, eu tinha a impressão de que dava uma deslocada. Churrasco, por exemplo, era cansativo para mim porque eu tinha que fazer mais força na mastigação", conta Glória.
Outro sinal que dá o alerta de que algo vai mal nas articulações da mandíbula é o Bruxismo, o ranger dos dentes durante a noite, que afeta inclusive o sono.
"Uma pessoa normal só deve encostar os dentes de quatro a doze minutos por dia. São frações de microssegundos em que os dentes se tocam. Um bruxista pode chegar à soma de 200 minutos. Obviamente, isso sobrecarrega musculatura e a articulação e fragmenta o sono. A qualidade do sono fica muito ruim", diz a doutora Florence Sekito.
Outro alarme vem da postura incorreta ao dormir. Uma pesquisa feita na Clínica da Dor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) aponta que de 60% a 70% dos pacientes dormiam de barriga para baixo ou com a mão debaixo do rosto.
"Nossa cabeça tem cerca de cinco quilos sobre uma articulação que é mais ou menos do tamanho do dedo mindinho de cada um. É como imaginar um melão sobre a pontinha do dedo. Então, obviamente, sobrecarrega", constata doutora Florence Sekito.

Uma placa de resina colocada entre as mandíbulas, que evita o desgaste dos dentes, fez de Glória outra pessoa. "Quando você está com o aparelho, fecha a boca de forma correta e realmente relaxa", diz.

Exames, médicos, especialistas, remédios, tratamentos. O desespero da dor tinha uma barata e simples solução. Nesse caso, foram mais de 20 anos de luta. Mas, para Glória, o alívio chegou.

Antes tarde do que nunca!

fonte:http://g1.globo.com/globoreporter

Imagem: http://www.isabel.odo.br

Dentes Sensíveis Nunca Mais

É quase como levar um choque. Ao menor contato dos dentes com uma superfície gelada ou quente demais, a dor dá um susto no dono da boca, que refuga antes de concluir a mordida. Estima-se que essa reação, chamada pelos especialistas de Hipersensibilidade Dentinária, atinja mais de 50 milhões de pessoas no Brasil. E é bem provável que você já tenha visto por aí produtos que anunciam eliminar o desconforto. “Existe uma grande variedade de tratamentos, e nenhum deles, sozinho, se mostrou completamente eficiente até hoje”, observa Álvaro Francisco Bosco, professor de Periodontia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), em Araçatuba, no interior de São Paulo. Isso pode mudar.
No último Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo, que acabou de acontecer, a marca Colgate apresentou sua nova aposta para dar cabo do transtorno: o creme dental Sensitive Pro- Alívio.“Diferentemente de outros cremes disponíveis no mercado, que apenas amenizam a sensibilidade, ele cria uma barreira duradoura de proteção sobre os dentes”, explica Cassiano Rösing, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que participa das avaliações do produto. Segundo Rösing, os estudos apontam uma redução imediata dos sintomas e, após quatro semanas, um aumento de 170% de tolerância à pressão, outro estímulo que costuma causar dor em quem tem excesso de sensibilidade.
Apesar de ser promissora, de tão recente a fórmula do dentifrício ainda não teve tempo de cair no gosto dos profissionais que tratam pacientes com dentes sensíveis. “Ela parece funcionar, mas precisamos testá-la no consultório”, pondera Maurício Miranda de Carvalho, da Sociedade Brasileira de Odontologia. Ele ressalta que a sensibilidade é provocada por múltiplos fatores, como inflamações na gengiva, escovação incorreta, refluxo gastroesofágico e, em alguns casos, desgastes originados por mordida inadequada. “É muito bom ter algo novo que traz alívio ligeiro, mas é sobre essas causas que devemos agir”, acrescenta.
Muitas vezes, o tempo se encarrega de abrandar essas dores de dente e até dar sumiço nelas. “A tendência é que pessoas mais velhas não sintam tanto incômodo, porque o próprio organismo vai fechando os túbulos dentinários, lentamente”, explica Camila Tirapelli, professora de clínica integrada da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo. Mas, como o processo é vagaroso e ninguém quer viver com dor de dente até lá, vale conversar com seu dentista sobre os tratamentos disponíveis.
Alguns recursos ainda estão sendo estudados, como o uso de materiais bioativos, que ajudam o corpo a formar tecido mineral sobre a dentina. Outra promessa é o laser de alta potência, bastante usado em procedimentos cirúrgicos. Veja o que é possível fazer hoje, no dentista e em casa, para se livrar da Hipersensibilidade.

NO CONSULTÓRIO
Nos últimos anos, o laser de baixa potência surgiu como uma alternativa na redução da Hipersensibilidade. É que esse feixe de luz tem ação analgésica e antiinflamatória, além de acelerar a deposição de dentina. O efeito é super-rápido: na primeira aplicação já se nota a diferença. “A gente só não sabe como é o efeito a longo prazo”, ressalta Camila Tirapelli.
Quando a Hipersensibilidade é provocada pela retração da gengiva e a raiz dos dentes fica exposta, dá para fazer uma cirurgia de recobrimento, para colocar a gengiva no lugar de onde não deveria ter saído. O porém é o pós-operatório, que pode ser um tanto doloroso. Sem contar que, dependendo do que causou o deslocamento da gengiva, ela poderá se retrair de novo.
Outros dois procedimentos se destacam no arsenal dos dentistas contra a dor dos dentes sensíveis. Um deles, mais simples, é a aplicação de géis e vernizes com flúor, mineral que ajuda na remineralização dentária. Em alguns casos, no entanto, é necessário recorrer à restauração, que cria uma barreira de resina ou de outro material no local exposto. Quando feita corretamente, é a técnica que afasta as dores por mais tempo. “Ela é uma boa opção, principalmente se, além de haver desgaste do colo do dente, a integridade da polpa e a estética estão comprometidas”, diz Álvaro Francisco Bosco, da Unesp.

FAÇA VOCÊ MESMO
Eis a prova dos efeitos de uma alimentação ácida sobre os seus dentes: deixe um osso de frango dentro de um copo de refrigerante por algumas horas. Quer saber o que irá acontecer? O osso ficará mole, mole, porque a acidez da bebida leva a uma erosão. O mesmo pode acontecer com seus dentes se você fizer opções, digamos, mais ácidas. “A dieta influencia à beça no surgimento da Hipersensibilidade”, alerta a professora Maria Ângela Pita Sobral, da Universidade de São Paulo, que se especializou na área de Dentística. Portanto, evitar o refrigerante é um passo para o alívio.
Quanto às famosas pastas dessensibilizantes, a eficácia delas varia — pergunte a duas pessoas sobre sua experiência e não se espante se as respostas forem divergentes. Mas o fato é que há uma gama de produtos nas farmácias e supermercados. A maioria contém nitrato ou citrato de potássio, que bloqueiam o estímulo nervoso da dor. “O ideal seria o dentista recomendar qual é o creme apropriado a cada paciente, conforme a formulação, que sempre pode variar um pouco”, orienta Maria Ângela. Outra maneira de prezar pela saúde dos seus dentes é escová-los de maneira adequada e fazer bochechos com enxaguatórios que contêm flúor. Quanto mais forte a dentição estiver, menos desgastes — e menos dor — sofrerá.

fonte e imagem:http://saude.abril.com.br
(Por Paula Desgualdo - Fotos Gustavo Arrais)

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Aparelhos Estéticos - Aparelho Lingual



Essa opção de tratamento é indicada para aquelas pessoas que fazem questão de manter a discrição em relação ao uso de aparelhos. Nesse caso, ao contrário do fixo tradicional, quando os bráquetes são colocados na face externa do dentes, ficando completamente visíveis, eles são posicionados na face interna e ficam escondidos. Além da localização, os bráquetes também são diferenciados para se adaptarem à anatomia da face interna dos dentes, que é muito variável (alguns dentes possuem sulcos mais profundos). "O incômodo nos primeiros dias do tratamento é normal e igual ao convencional, já que hoje temos um aparelho mais moderno e ainda menor que já não machuca mais a língua", comenta a Ortodontista Cristiane Rodrigues Rosa, da Ortocris (SP). Uma vantagem dessa técnica é o tempo menor de tratamento porque existe uma fase laboratorial (montagem feita no modelo de gesso do paciente anteriormente a instalação na boca) que permite simular o caso finalizado e, assim, identificar e eliminar alguns passos que poderiam estender o tratamento.

Vantagens:
◦A principal vantagem é estética. Como os brackets são colados atrás dos dentes, ficam praticamente invisíveis e ninguém percebe que você faz tratamento ortodôntico;
◦Outra vantagem é o fato de não projetar os lábios para frente, evitando alterações no perfil da face, ao contrário do que faz o fixo convencional;
◦Apesar do acúmulo de resíduos durante as refeições ser igual em ambos, no lingual eles não aparecem e o usuário se sente mais seguro para conversar durante um almoço de negócios, por exemplo;

Desvantagens:
◦Alguns casos são mais difíceis de se tratar e, em outros, até mesmo contra-indicado o uso de ortodontia lingual;
◦Pode haver dificuldade em articular alguns fonemas nas primeiras semanas de uso;
◦A higiene é mais trabalhosa;

Custo:
Pela dificuldade de se trabalhar com este tipo de aparelho, normalmente estes tratamentos são mais caros, mas é importante lembrar que os valores sempre variam muito dependendo do profissional e até mesmo da região onde este se encontra. Por isso sempre recomendo que você procure um especialista na sua cidade e faça uma consulta de avaliação para ter noção dos valores envolvidos.

fontes: Autor:Dr.André Moreira (Ortodontista)www.ortodontista.net
http://plasticaebeleza.terra.com.br

Imagem:http://www. rronline.zip.net

Aparelhos Estéticos - Invisalign

O que é:
O Invisalign é um novo recurso de tratamento ortodôntico, que tem feito muito sucesso nos EUA, indicado para as pessoas que não querem ou não podem ter aparelhos colados aos dentes. Tratam-se de plaquinhas transparentes e removíveis, confeccionadas para alinhar os dentes. Essas plaquinhas recebem o nome de "alinhadores" ou Aligners e são desenvolvidas utilizando-se uma moderna tecnologia de computação tridimensional.

Como funciona:
Os alinhadores devem ser utilizados constantemente, devendo ser removidos somente para comer, beber e para fazer a higiene bucal. A cada nova visita ao Ortodontista o tratamento é verificado, e se tudo estiver correndo bem, um novo par de alinhadores é dado ao paciente.
O tempo de tratamento depende muito do tipo de problema ortodôntico, mas como apenas pequenos problemas podem ser tratados com o Invisalign, o tempo de tratamento também é proporcionalmente menor.

Resultados:
Nem todos os problemas ortodônticos podem ser resolvidos com o Invisalign. Pequenos apinhamentos ou espaços entre os dentes são geralmente as situações mais indicadas para a utilização do Invisalign. Casos mais complexos também podem ser tratados com o Invisalign, mas as vezes, ao final do tratamento, para se atingir um resultado melhor, alguns detalhes precisam ser corrigidos com aparelho ortodôntico fixo.

Custos:
A empresa Invisalign se encontra nos EUA e todos os "alinhadores" são confeccionados no exterior. Os custos do tratamento com o Invisalign são portanto maiores do que com aparelhos ortodônticos convencionais.

fonte: http://www.ortosite.com.br

Imagem:www.kfo-frankfurt.de

Aparelhos Estéticos - Safira

É a grande novidade do momento. Extremamente discreto, com peças transparentes que o deixam quase imperceptível.
Uma opção para quem busca discrição no tratamento ortodôntico. Os bráquetes usados aqui são translúcidos, podendo ser comparados aos cerâmicos, e assim se confundem com os dentes naturais. Nessa técnica, também é utilizado o fio termoativado, que é moldado à arcada do paciente e desliza os dentes para a posição desejada, sem a necessidade de constantes visitas ao dentista para apertar. "A vantagem dessa opção de bráquete é que ela não amarela ou mancha", finaliza a ortodontista Cristiane Rosa.
A Safira apresenta um resultado estético superior à cerâmica, pois têm um aspecto translúcido que deixa o aparelho mais discreto ainda e é muito resistente ao descolamento e quebra.
O tratamento com brackets estéticos costuma ser mais caro, pois se trata de um tratamento diferenciado, com custos maiores
Preço: R$ 7 mil, em média, o tratamento.

De fato, essas e outras técnicas já foram usadas por famosos como Tom Cruise, Deborah Secco e Adriane Galisteu. Geralmente são pessoas que se preocupam com a aparência, mas não podem abrir mão do resultado.

Agora que você já conhece alguns dos métodos para ter mais conforto, resultado e menos visibilidade com os aparelhos, procure seu dentista e veja qual é o mais recomendado para o seu caso.

fontes:http://plasticaebeleza.terra.com.br
http://www.odontologiasanmartin.com.br

Imagens:http://www.odontologiasanmartin.com.br

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Sucos E Refrigerantes Ácidos Podem Danificar Esmalte Dos Dentes

Uma pesquisa inédita concluída em 2009 na Universidade de Rochester, em Nova York (EUA), comprovou que o consumo frequente de suco de laranja industrializado e de refrigerantes com toque cítrico, como limão, pode ser mais prejudicial ao esmalte dos dentes do que o peróxido de hidrogênio, substância usada no processo de clareamento dental.
A Agência Estado teve acesso exclusivo à pesquisa, que fez um comparativo entre um gel de clareamento contendo 6% de peróxido de hidrogênio e um suco de laranja in vitro. Em laboratório, as duas substâncias foram colocadas sobre o esmalte do dente, com uso de saliva, reproduzindo o ambiente da boca humana.
O resultado foi que o suco de laranja diminuiu a dureza dos dentes e aumentou a irregularidade do esmalte, enquanto que o gel clareador não apresentou alterações significativas. As superfícies do esmalte ficaram expostas às substâncias por 20 minutos diários, durante 5 dias.
"Percebo que muita gente tem dúvida quanto a fazer ou não um clareamento com receio que o processo prejudique o esmalte dos dentes, e não imagina que certos hábitos alimentares podem ser piores. Sucos com alto grau de acidez ou refrigerantes com limão, se consumidos diariamente, são mais agressivos que o peróxido de hidrogênio que é usado num processo de branqueamento", explica a cirurgiã dentista Ivany Kabbach, especialista em dentística restauradora e professora dessa disciplina do CETAO (Centro de Estudos, Treinamento e Aperfeiçoamento em Odontologia) de São Paulo.

Prevenção

Ivany, que é integrante da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, explica que uma maneira de evitar o desgate do esmalte é checar o grau de acidez (pH) dos sucos e refrigerantes (principalmente os de laranja e limão). "Num processo de clareamento, o ideal é usar o peróxido de hidrogênio com pH neutro, ou seja, em torno de 7. Alguns sucos de laranja industrializados tem um pH abaixo de 5, ou seja, são bem mais ácidos do que o gel normalmente usado em consultório."
Além de checar a acidez das bebidas, é preciso ficar atento aos produtos que prometem clarear os dentes e estão disponíveis no mercado, vendidos em farmácias, supermercados e até pela televisão. "Alguns laboratórios não produzem o peróxido de hidrogênio com pH neutro, por isso é preciso ficar atento. Se a pessoa optar por fazer um clareamento dental, precisa procurar um profissional qualificado, que fará uso do produto com pH controlado, sem prejudicar o esmalte dos dentes", alerta a cirurgiã dentista.
Outra maneira de se prevenir é ficar alerta à frequência de consumo desses tipos de bebidas. A nutróloga Valéria Goulart, chefe do Departamento de Nutrologia Esportiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) esclarece: "O problema da erosão aparece quando a pessoa consome alimentos muito ácidos com frequência".
Sobre essa frequência, a nutróloga faz o seguinte comparativo. "Pessoas que comem duas ou mais vezes frutas cítricas ao dia, tem 37 vezes mais chance de ter erosão nos dentes do que aquelas que não consomem. Riscos semelhantes são observados se ingerir bebidas esportivas (4 vezes mais), se usarem vinagre de maçã (10 vezes mais) ou beberam refrigerantes (4 vezes mais) quando consumidas diariamente. A corrosão pode ser de aproximadamente 1 mm ao dia", informa Valéria, também diretora científica da Associação Paulista de Medicina.

Opções não corrosivas

A saída é aproveitar sucos naturais feitos com frutas que não são tão ácidas, como a melancia e o melão. Cabe também aqui lembrar dos benefícios da água de côco, mas a natural, sem açúcar. Segundo uma publicação da revista científica americana "General Dentistry", chás pretos e verde inibem a erosão dos dentes. "E ainda possuem poderosos antioxidantes que aumentam a defesa bucal. Leite e derivados, devido ao alto pH e elevada composição de cálcio, contribuem para reconstruir o esmalte dos dentes", aconselha a nutróloga.
Além da atenção à dieta, há algumas medidas preventivas que podem ser adotadas no dia a dia. "Nunca escove os dentes logo após tomar bebidas ácidas. O ácido amolece o esmalte do dente e se você escovar logo em seguida fará uma abrasão, o que causará um desgaste maior ainda. A orientação é fazer um bochecho com água e aguardar, no mínimo 15 minutos, para iniciar a escovação", ensina Christiana, cujo estudo feito com as crianças de Diadema fez parte da dissertação de mestrado defendida no final do ano passado.
Se ingerir bebidas ácidas, a dica é que sejam consumidas geladas e por um canudo. "Geladas porque a baixa temperatura diminui a velocidade da reação química, e o canudo porque restringe o contato do líquido com os dentes. Mas o canudo deve ser usado na posição correta: posicionado na língua e não a frente dos dentes".
Longe de ser um motim contra os sucos ácidos e refrigerantes, a intenção das pesquisas é alertar para o consumo moderado desses produtos, além de provar que substâncias de fácil acesso no dia a dia podem prejudicar os dentes. "De vez em quando, comer um alimento ou bebida ácida não causará problema, mas se forem ingeridos com frequência, poderá desgastar a dentição", conclui a nutróloga. Bom senso e equilíbrio na dieta alimentar ainda continuam sendo os melhores aliados para preservar a saúde.

fonte:http://veja.abril.com.br
Por Fabiane Bernardi
Imagem:http://www.olharvital.ufrj.br

Medo Transmitido Por Gerações

Hora da anestesia. Fernanda está tranqüila. Mas a mãe... "Eu fico mais apavorada do que ela", diz Luciana Cardoso, analista de sistema.
E quando começa aquele barulhinho do motor... "Eu suo frio, meu coração dispara", diz ela.
É trauma de infância e o comportamento dos adultos pode atrapalhar as crianças. É o que diz uma pesquisa da Unicamp em parceria com a Universidade de Brasília. O estudo analisou as reações dos pais durante a consulta.
Quarenta sessões foram filmadas e as crianças deram trabalho. Não queriam nem deitar na cadeira e às vezes até agrediam para se livrar do tratamento. Todos os pacientes tinham cárie e medo de dentista. Na hora do atendimento, sem querer, as mães aumentavam o receio.
"Às vezes eles fazem essas caretas tipo assim, agonia de ver o sangue. Aí eu olho pro pai e digo 'melhora esse sorriso, mamãe'", diz a dentista Ilana Marques.
Antes da consulta Ilana chama os pais para uma conversa e pede que eles se comportem. Kátia ficou tranqüila e os meninos à vontade. Artur e Bruno, de seis e três anos, brincam no consultório. Medo de dentista? "Não", diz um dos meninos.
Katia segue à risca outra dica da pesquisa. Nada de recompensa depois da consulta. "Dizer que para ele ir ao dentista a gente vai dar um prêmio, isso eu não faço", diz Katia Rezende, funcionária pública.
A pesquisa condena um erro freqüente que é segurar a criança à força na cadeira e recomenda: quanto mais cedo for a primeira consulta, melhor. Ana Luiza tem apenas dois meses e já foi ao dentista.
"Embora eu não tenha tido boas recordações do dentista, eu tenho que me controlar pra poder mostrar segurança pra que ela se sinta à vontade mesmo sendo um bebê", diz a geógrafa Patrícia Vasconcelos.
O coordenador da pesquisa diz que isso de fato diminui o risco da criança se tornar um adulto traumatizado.
"São adultos que vão ter dificuldade de enfrentar o dentista, vão tender a adiar consultas, vão procurar o dentista normalmente quando a condição de dor já está extremamente elevada", diz Áderson Luiz Costa, professor de Psicologia da UNB.
Um risco que Fernanda, de oito anos, já não corre. "Eu acho legal e não fico com medo, porque sei que vai deixar meu dente limpo", diz ela.

fonte:http://g1.globo.com/jornalhoje

Alimentos Detergentes Ajudam A Limpar E Proteger Os Dentes


Cinco porções de frutas, verduras e legumes por dia. É a quantidade de consumo sugerida pela Organização Mundial de Saúde numa alimentação balanceada. Ricos em vitaminas, esses alimentos agem como uma barreira no organismo na proteção contra várias doenças. Alguns não só cuidam da saúde como também ajudam a manter o sorriso saudável e perfeito.
Maçã, pêra, melancia, kiwi... O que essas frutas têm em comum? Além do sabor delicioso, todas possuem substâncias capazes de combater as cáries e de remover as placas bacterianas. Elas agem como detergentes que limpam os dentes durante a mastigação.
“Essas características são baixo teor de açúcar, presença de água e presença de fibras, fibras consistentes que não se soltam facilmente durante a mastigação”, diz Magali Schilling, nutricionista.
A cenoura, o pepino, a acelga e o aipo, além das nozes e castanhas, têm a mesma função. Entre os alimentos vilões estão aqueles ricos em carboidratos e açúcar. Eles fermentam na boca, ajudam formar ácidos, que causam a cárie. Mais um motivo para começar uma mudança de hábitos.
“Precisamos diminuir o consumo de refrigerantes entre as refeições, aquele café adoçado de hora em hora, esse açúcar em qualquer suco também de frutas que esteja com açúcar, ele vai ter uma ação formadora de ácido e cariogênico, então”, explica.
Não é só uma questão de estética: comer frutas, legumes e verduras ajuda no equilíbrio do corpo. Nada de pressa. Tudo começa com uma boa mastigação.
“Isso evita problemas de gastrite, de úlcera, e o alimento bem digerido ele é bem absorvido e então ele permite que aquela substância que saiu do alimento entre na nossa corrente sanguínea, cumprindo com seu papel”, orienta.
Mas o fato de dar preferência a esses alimentos, não significa que outros cuidados devem ser esquecidos. É bom lembrar: nada substitui a escovação.
“É importante a escovação do dente, usando fio dental, a pasta com flúor e a escova porque a fruta começa a se decompor e aí os ácidos começam a se formar na cavidade bucal e aí pode haver a formação de cárie”, alerta André Nóbrega, dentista.
Mas se a pessoa não tiver condições de escovar de jeito nenhum, comer um alimento deste tipo, como uma maçã ajuda.
“Quebra um galho. É um efeito paliativo”, afirma o dentista.

fonte:http://g1.globo.com/jornalhoje
Por Karla Almeida - Recife
Imagem:http://revistacrescer.globo.com

A Moda Clareadora














Apareceu uma leva de produtos com a promessa de tornar os dentes mais brancos. Especialistas ouvidos por VEJA avaliaram a fórmula de alguns dos mais vendidos. Eles advertem que chicletes e pastas de dente têm ação restrita às manchas superficiais – e não combatem as mais profundas. Os comentários:

PASTAS DE DENTE

Como funcionam: as pastas avaliadas vêm com maior concentração de substâncias abrasivas na comparação com as convencionais. Durante a escovação, elas aumentam o atrito com os dentes e promovem uma espécie de esfoliação Comentário dos especialistas: nenhuma dessas pastas altera a cor natural dos dentes. O que elas fazem, com o uso regular, é ajudar a remover a película de sujeira que se acumula sobre os dentes. Com o tempo, essa placa absorve pigmentos dos alimentos e da nicotina, no caso de pessoas fumantes – o que deixa o sorriso escurecido. Sem a película, portanto, os dentes ficam mais claros e ainda protegidos contra o surgimento de novas manchas superficiais Marcas: Close Up Extra Whitening, Crest Sensitivity Extra Whitening e Aquafresh Ultimate White.


CHICLETES

Como funcionam: há dois tipos à venda. O primeiro leva na receita boa dose de bicarbonato de sódio, substância abrasiva como a das pastas de dente. O segundo gênero de chiclete é formulado com um sal capaz de limpar os dentes como um sabão Comentário dos especialistas: como as pastas de dente "white", esses chicletes também só ajudam a remover e a evitar manchas superficiais Marcas: Trident, Orbit e HappyDent, todos na versão "white" FITA CLAREADORA Como funciona: a fita vem com um gel feito de peróxido de hidrogênio, o mesmo que serve de base para os tratamentos profissionais – só que, nesse caso, aparece em concentração menor. Para o efeito clareador, que persiste em média por seis meses, a fita deve ser usada durante meia hora, duas vezes por dia, ao longo de duas semanas Comentário dos especialistas: é o único dos três produtos analisados que de fato altera a cor natural dos dentes. Sua substância clareadora, o peróxido de hidrogênio, tem, afinal, efeito químico sobre os pigmentos mais escuros que ficam alojados na dentina – e não apenas na superfície do denteMarca: Crest Whitestrips.

59% dos brasileiros afirmam que se tivessem mais dinheiro fariam tratamento para clarear os dentes!

Eles mancham mais

Os que mais alteram a cor natural dos dentes:

- Cigarro
- Alimentos (café,beterraba,vinho,refrigerante,kekchup)
- Antibióticos
- Envelhecimento
- Genética

Para prevenir o escurecimento, avisam os especialistas, o mais indicado é escovar os dentes até quinze minutos após uma refeição em que um deles esteja presente.

fonte e imagem:http://veja.abril.com.br

Especialistas em Odontologia Estética consultados por VEJA: Carlos Francci (da Academia Brasileira de Odontologia Estética); Cledson Azevedo (da USP); Cristina Aquino (da Universidade Federal de Juiz de Fora); Dirceu Vieira (da USP); Marcelo Fonseca (da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética); Míriam Turbino (da USP); Narciso Garone Netto (da USP); Roberto Vianna (da Associação Brasileira de Odontologia)
Fotos Alfredo Franco, Fabiana Bertone, Ormuzd Alves, Germano Luders, Antonio Milena e divulgação

Com reportagem de Camila Pereira, Marcos Todeschini e Thiago Cid

Infecção Na Boca Pode Provocar Ataque Cardíaco

Pouca gente sabe, mas uma infecção na boca pode agravar doenças como diabetes e até provocar um ataque cardíaco. A reportagem mostra o que causa os principais problemas na gengiva.
Um cirurgião dentista, professor da Universidade de Brasília, diz que a principal causa das inflamações na gengiva é a placa bacteriana. Ela aparece por causa da falta de higiene adequada na boca. O dentista explica os sinais que indicam o problema. “Toda gengiva inflamada ela sangra e muito. É um sangramento abundante, né? Não é aquele sanguinho que às vezes você machuca a gengiva logo depois para de sangrar”, diz o dentista Edson Dias.
Carolina usou aparelho durante dez anos e não gosta nem de lembrar do que sofreu com problemas na gengiva. Agora redobrou a atenção com a higiene bucal. “Passei ter muito cuidado com limpeza, e tudo isso pra não trazer outros problemas, né?”, diz ela.
O professor lembra que as inflamações na gengiva podem levar até mesmo a um enfarto se a pessoa já sofre do coração e a outras doenças graves. “Existem trabalhos mostrando a questão dessa situação bucal com agravamento de diabetes, com alterações durante a gestação, podendo levar a um parto prematuro”, diz o dentista.
Na hora de decidir entre dezenas de produtos que estão nas prateleiras a orientação é use uma escova pequena com cerdas macia, pasta de dente, de preferência com flúor e se quiser um enxaguatório bucal, vale o alerta. O produto não deve ser usado diariamente, mas com a recomendação do dentista, por exemplo, depois de uma cirurgia.
Ao escolher procure os produtos que não têm álcool. “O álcool agride a mucosa. Então uma vez ou outra a pessoa usar não causa muito problema, mas o uso rotineiro de uma substância com álcool ele vai produzir esta agressão na mucosa, dia a dia e em anos ele pode levar a uma consequência mais séria”, diz o dentista.
A dentista Soraya Leal, Odontopediatra e professora da UNB, explica se o enxaguatório bucal resolve o problema de quem tem mau-hálito.
“Todo o produto quando bem indicado ele pode resolver o problema. O que acontece é que nós temos uma grande variedade de enxaguatórios bucais e dependendo da situação o enxaguatório vai mascarar o quadro de halitose do indivíduo. Aqueles enxaguatórios que têm muito álcool podem inclusive agravar a situação do paciente”, diz a dentista.
“Qual é a diferença entre as escovas e fios dentais existentes no mercado?”, pergunta a repórter. “Com relação ao fio dental existem aqueles específicos para quem usa aparelho e a gente tem o convencional, a fita e o fio ultrafino.
A indicação deles varia de acordo com a separação que existe entre os dentes e com o próprio conforto do paciente. O ideal é ter em média 40 centímetros, a gente vai enrolar nos dedos e passar nos espaços. O fio deve abraçar a gengiva e ser removido.
O ideal é não usar novamente a parte do fio que ficou contaminada em outro dente e usar uma parte limpa pra limpar a próxima região. Se não tiver este cuidado a gente vai levar resíduo de uma parte pra outra”, diz a dentista.

fonte:http://g1.globo.com/jornalhoje

Imagem:http://www.purabellezza.blogspot.com

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Hálito Puro! Saiba Por Que É Importante Escovar A Língua Diariamente

Escovar bem os dentes é algo que se aprende desde cedo. Passar fio dental também já é automático em nossas vidas. Mas, e a língua? Você tem o costume de higienizá-la? Segundo os especialistas, escovar a língua todo dia mantém a saúde da sua boca, além de evitar o mau hálito.

O dentista Germano Eduardo Miguel Villoria, coordenador do curso de Odontologia da Universidade Gama Filho, explica que o costume de limpar a língua é antigo. “Nativos de vários continentes já possuíam esse hábito. Na Índia, por exemplo, além da escovação dos dentes e da limpeza da língua, utilizam um preparado próprio para bochecho”, conta ele.

Pela sua característica rugosa na superfície, a língua é uma morada certa para bactérias e restos alimentares, que podem influenciar no surgimento de problemas infecciosos e no desenvolvimento da halitose de origem bucal, o desagradável mau hálito.

Quando e como limpar

Os dentistas recomendam que a língua seja limpa de uma a duas vezes por dia. Não é preciso escovar com pasta de dente, mas os limpadores ou raspadores de língua podem ser uma boa opção.
“As cerdas das escovas de dente tradicionais podem causar desconforto a algumas pessoas, provocando náuseas ao entrarem em contato com a porção posterior da língua”, afirma Germano Villoria.

Língua saudável: cor rosa

Bote a língua para fora e analise a cor. Se ela estiver rosa é porque está saudável. Caso haja uma fina cobertura esbranquiçada, fique tranquilo: é normal. “Entretanto, uma espessa cobertura sobre a língua, a chamada saburra, costuma ser relacionada à halitose”, alerta o dentista.

fonte e imagem:http://gnt.globo.com

Técnica Indolor Com Jatos De Plasma Pode Substituir Broca De Dentista

Cientistas alemães apresentaram uma nova tecnologia de tratamento dentário a base de jatos de plasma, que, segundo eles, cortará significativamente a dor e o desconforto causados pelos tratamentos convencionais com broca.
O estudo, realizado pela Universidade de Saarland e relatado na revista especializada "Journal of Medical Microbiology", descobriu que o plasma destruiu as bactérias em dentes infectados.
Stefan Rupf, que liderou o estudo, afirmou que a baixa temperatura do plasma matou os micróbios e preservou o dente.
"A broca é uma experiência que gera muito desconforto e, em algumas vezes, dor. Por outro lado, o plasma frio é um método completamente sem contato (com o dente) que é muito eficaz", afirmou.
"Atualmente há muito progresso no campo da medicina com uso de plasma e o tratamento clínico para cavidades dentais pode ser esperado para dentro de três a cinco anos."
Normalmente, a broca do dentista é usada para limpar a bactéria alojada em uma cavidade no dente, uma cárie, antes do dentista preencher a cavidade.
A equipe de pesquisadores da Universidade Saarland usou o jato de plasma com o mesmo propósito e constatou que o novo procedimento é capaz de fazer a limpeza de forma rápida e eficaz, mesmo quando a bactéria estava alojada na dentina, a principal parte do dente, abaixo do esmalte.

Luzes fluorescentes
A matéria pode se apresentar em vários estados: sólido, líquido, gasoso e um quarto estado, plasma, que é na verdade o estado mais comum no Universo.
Existem muitas formas naturais de plasma, na matéria que forma o Sol e nos raios que caem durante tempestades, e o uso de plasma artificial é bastante comum na tecnologia moderna, por exemplo em luzes fluorescentes e na fabricação de semicondutores.
O plasma artificial pode ser criado quando se adiciona energia a um gás, usando um campo elétrico ou laser. A matéria resultante pode se comportar de forma diferente quando entra em contato com outras partículas.
Muitos plasmas artificiais podem ser extremamente quentes. Mas o progresso alcançado nos últimos anos permitiu a criação do plasma frio.
Com isso, os cientistas conseguiram desenvolver técnicas que permitem o uso desse plasma para tratar áreas minúsculas específicas no corpo humano. O jato de plasma é capaz de atingir e eliminar bactérias sem afetar o tecido ao redor.
O professor Bill Graham, físico da Universidade Queen's, de Belfast, afirmou que a medicina com uso de plasma tem o potencial para atingir alvos minúsculos, talvez até uma única célula.
Graham afirma que "bisturis de plasma" já estão sendo usados na medicina esportiva e também há interesse no uso deste instrumento em pacientes com queimaduras.
"Obviamente, assim como com qualquer outro tratamento, precisamos verificar se pode ser usado com segurança, mas não há provas no momento de que existam problemas", afirmou.

fonte: http://www.g1.globo.com

Imagem:http://www.new.divirta-se.uai.com.br

Dentista Conta O Segredo Por Trás Dos Belos Sorrisos De ‘Ex-BBBs’



Por trás do sorriso de um ex-BBB existe um dentista. Ou melhor, a ortodontista Liana Lima Pinheiro, a profissional carioca que mudou o semblante de Grazi Massafera, Fani Pacheco, Natália Casassola, Priscila Pires e outros que passaram pelo reality show. A lista é grande, e Liana calcula que 30% dos ex-BBBs foram seus pacientes. Assim que deixam o programa da Rede Globo, eles têm uma aparência. Depois que passam pelas mãos da profissional, transformam o visual.
O próximo a sofrer a mudança no semblante será Kadu. O personal trainer começará um tratamento com a ortodontista e irá desfilar com um aparelho lingual na parte inferior da arcada dentária. E, ao contrário do que Fernanda falou no “Big Brother Brasil 10”, insinuando que não ficaria com Kadu por causa de seus dentes, Liana põe um ponto final nas especulações em torno do sorriso do carioca.

“Kadu tem os dentes lindos, e com o tratamento o sorriso ficará ainda melhor. Ele optou por um aparelho por trás para alinhar os dentes de baixo e, assim, não aparecer nas fotos. Por causa do bruxismo (ranger noturno que desgasta os dentes) Kadu usará na arcada superior uma placa de silicone para dormir”, explicou Liana.

“Quero usar por estética mesmo. Será a primeira vez que vou colocar aparelho”, disse Kadu que, na quarta-feira, 7 de abril, realizou uma limpeza nos dentes e tirou o molde para clareamento e para o início do tratamento ortodôntico.

Clareamento e limpeza são o primeiro passo
Pioneira no ensino e desenvolvimento da técnica lingual no Brasil, Liana Pinheiro contou que os ex-BBBs não querem ter um aparelho em evidência que os deixe com um sorriso blindado. Ao saírem da casa, fazem logo uma revisão das cáries, limpeza com ultrassom, clareamento e tiram as radiografias para diagnóstico e planejamento do tratamento ortodôntico.
Em 2007 Liana encontrou uma Fani recém saída do reality com um apinhamento dos dentes fora do comum. O lado esquerdo da arcada da advogada não estava alinhado com o seu lado direito.

“Usei um aparelho lingual durante alguns meses. Mas como minha fala no vídeo ficava estranha com ele, troquei por um de resina transparente colado nos dentes que usei durante um ano. Hoje sou outra mulher. Deu 100 % certo”, disse Fani.

Em 2005 quando ficou em segundo lugar no “BBB 5”, Grazi Massafera precisava corrigir uma inclinação nos dentes. Como seu caso era simples, Liana recomendou o uso de uma placa de alinhamento removível seguido de um clareamento. Priscila Pires e Natália Casassola também fizeram o mesmo clareamento com Liana, e a gaúcha chegou a corrigir uma pequena falha no dente da frente que deixou seu sorriso ainda mais perfeito. “Todos eles sabem que vão ficar em evidência e vão precisar estar com o sorriso claro, alinhado e bonito. Um sorriso limpo deixa a pessoa expressar sua alegria. O sorriso é uma expressão de felicidade”, concluiu a ortodontista.

fonte e imagem: http://ego.globo.com Por:Luciana Tecidio do EGO, no Rio

terça-feira, 4 de maio de 2010

Amy Winehouse de Sorriso Novo


Amy Winehouse está sorrindo à toa!
A cantora fez um tratamento odontológico para tratar seus dentes destruídos devido ao abuso de drogas (heroína). Amy, inclusive, fez implantes para os dentes que sequer existiam mais em sua boca.
“Os dentes de Amy estavam maltratados. Estavam marrons, manchados e precisavam de um belo trabalho. Ela estava determinada a tê-los de volta brilhando”, disse uma fonte ao jornal The Sun.
Segundo o tablóide inglês Daily Mail Amy havia perdido dois dentes e está se submetendo a um tratamento odontológico para evitar perder mais.
"Ela estava muito triste com isso. Passava o dia todo tocando seus dentes para ver se não havia caído outro", disse ao tablóide um amigo da cantora.
Agora ela exibe o novo sorriso no maior estilo Tião Macalé. Assim como o famoso comediante brasileiro dos anos 70 conhecido por um sorriso peculiar e sempre aberto.

Sorria Amy!Sorria!


fontes e imagens: http://bafaodosfamosos.wordpress.com
http://ego.globo.com

Dentista Deve Cuidar da Saúde Bucal e Geral do Paciente

Um profissional com habilidades manuais e especialista no tratamento bucal das pessoas. O trabalho de um Odontologista vai além da definição dessa primeira frase. Trabalhador da área de saúde, um dentista deve ter formação humanista e estar atento ao bem-estar do paciente para lhe oferecer o tratamento adequado.

“Para ser Dentista, é preciso gostar de lidar com pessoas, porque ele não trata só do dente, da boca, ele trata do paciente como um todo”, define Luciano Artioli Moreira, presidente da Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (AbcdBrasil).

fonte: http://g1.globo.com

Imagem:http:// dentistatorrevieja.com/

Gengivectomia

A gengivectomia envolve a remoção da gengiva para deixar os dentes com uma aparência maior e a linha da gengiva proporcional. Pessoas que possuem excesso de gengiva cobrindo os dentes frontais e o lábio superior que parece alto quando sorriem costumam ser muito conscientes a respeito do seu "sorriso gengival ". Uma linha da gengiva desproporcional pode fazer com que os dentes tenham tamanhos diferentes, o que não deixa o sorriso com uma aparência muito atraente.
É muito comum ocorrer um crescimento gengival quando existe uma irritação por cárie e/ou doença periodontal.
Para corrigir esses problemas, o dentista anestesia a área e remove o excesso de gengiva. Então, instrui-se o paciente a usar uma loção antisséptica bucal em um cotonete e aplicar pressão de baixo para cima nas gengivas enquanto elas se restabelecem. O procedimento não é doloroso, mas podemos esperar um certo desconforto durante um ou dois dias após o procedimento. A gengiva não é danificada pelo procedimento se o dentista for experiente e remover a quantidade correta. O procedimento dura cerca de 30 minutos.


Benefícios:
- Eliminação de bolsas gengivais(inflamação na gengiva);
- Aumento da coroa clínica que estava encoberta pela gengiva;
- Correções de seqüelas da GUNA ( Gengivite Ulcerativa Necrosante Aguda );
- Sorriso com aspecto normal e sem cicatrizes na gengiva;


O processo de cicatrização demora uns trinta dias, porém os pacientes poderão em até 48 horas ingerir alimentos mais frios e de fácil mastigação como por exemplo sucos e sopas. É proibido fazer bochechos fortes,esforços físicos e expor-se ao calor sendo aconselhável,neste período repousar com a cabeça mais alta do que o restante do corpo e em caso de dor recomendo um analgésico. As atividades normais poderão ser realizadas após 72 horas, quando não haverá mais risco de a gengiva sangrar.Trabalhar, ingerir alimentos mais consistentes e beijar somente após este período.


fontes: http://www.odontoclinicasp.com (Matéria cedida a Revista Corpo e Plástica)
http://saude.hsw.uol.com.br Por Dr. Jerry Gordon - traduzido por HowStuffWorks Brasil
Imagem:http://www.baiasulodontologia.com.br

Facetas de Porcelana

Facetas laminadas de porcelana, ou simplesmente facetas, são restaurações que envolvem apenas a face vestibular (frontal) dos dentes para melhorar sua aparência e reparar danos.
As facetas podem ser usadas para melhorar uma ampla gama de problemas dentários estéticos. Elas podem clarear dentes manchados ou descoloridos, fechar espaços entre dentes (diastemas), "corrigir" um sorriso torto sem precisar de aparelhos, consertar lascas e imperfeições e criar um sorriso com aparência mais atraente e jovial.
As facetas podem alterar de forma impressionante o sorriso de uma pessoa e ajudam a melhorar sua auto-confiança. Nas décadas de 20 e 30, atores, atrizes e outros artistas chegavam ao extremo de extrair seus dentes e colocar dentes postiços para melhorar seus sorrisos. Felizmente, esse procedimento radical deu lugar às facetas, uma técnica bem menos invasiva. As facetas são o segredo por trás dos sorrisos arrebatadores que vemos nas telas de cinema.
A vantagem primordial consiste na preservação de estrutura dental sadia. Com essa técnica, desgastam-se menos os dentes.
O procedimento costuma envolver a remoção de uma fina quantidade da camada mais exterior do dente, chamada de esmalte. Então, o dentista tira moldes da boca e coloca facetas temporárias para o paciente usar enquanto as permanentes são fabricadas. O procedimento de remoção de esmalte normalmente leva de uma a duas horas e meia.
Depois, o laboratório cuidadosamente esculpe as facetas na porcelana. Em cerca de duas semanas, elas estão prontas para que o dentista as prenda na parte frontal dos dentes. Este processo melhora a força e a aparência dos dentes.
Como qualquer tipo de restauração, as facetas laminadas exigem reavaliação constante; contudo, a manutenção consiste apenas na higienização das superfícies dentais e, em especial, da junção dente-restauração.
Não há dúvidas de que facetas são uma opção excelente, mas e o preço? Isso depende muito de quantas facetas são necessárias para produzir os resultados desejados. Na maioria dos casos, um mínimo de seis facetas são necessárias, e elas costumam ser colocadas nos seis dentes superiores frontais, do canino da direita ao canino da esquerda.
As facetas de porcelana são mais caras que as de resina, uma vez que duram mais tempo. Desta forma, pode-se corrigir a posição dos dentes sem tirá-los do lugar. Esta técnica é conhecida entre os especialistas como “maquiagem corretiva”.
A atriz Daniele Suzuki, a Dra.Ellen de Viver a Vida, da Globo, optou pelas facetas. Ela fez o tratamento tradicional. Uma fina capa de porcelana é cimentada sobre o dente levemente desgastado. A artista ficou tão satisfeita, que se tornou garota-propaganda da Nobel Biocare, multinacional sueca líder mundial de Odontologia Estética e Reabilitadora.
“Adorei. Agora estou sorrindo com mais freqüência e mais confiante para falar, sorrir e trabalhar. Foi a melhor coisa que eu fiz”, garante a atriz.
O dentista Marcelo Kyrillos, especialista em Odontologia Estética, que cuidou do sorriso de Suzuki, diz que o tratamento pode ser feito em cinco consultas. Em um mês, o sorriso novo está pronto.
Para o dentista, é importante levar em consideração a harmonia em relação 'às linhas dos lábios, gengivas e de todo o rosto'. “Através de fotos, fazemos uma análise de fora para dentro, para que dentes e face fiquem em harmonia no conjunto”, diz o especialista.

Mas, lembre-se: manter a boca saudável depende de você. O mais importante são os cuidados básicos: escova e fio dental neles! Depois, é só sorrir.


fontes:
http://saude.hsw.uol.com.br/ Por Dr. Jerry Gordon - traduzido por HowStuffWorks Brasil
http://ofuxico.terra.com.br
Por Adriana de Castro (jornalista e apresentadora de TV)
Imagem:http://ofuxico.terra.com.br

segunda-feira, 3 de maio de 2010


fonte:http://www.odontologiatotal.blogspot.com/